Olá pessoal,

depois de um bom tempo sem postar nada (acho que mais de 1 ano) devido ao aperreio que passei no primeiro ano do mestrado, acho que, enfim, voltei :).

Depois de uns 8 meses usando apenas o LaTex para confecção de meus trabalhos/apresentações/relatórios (altamente recomendado para isso), fui obrigado a utilizar um pacote office para redigir minha proposta de dissertação, já que o modelo da mesma é disponibilizado apenas em um arquivo .doc, e encontrei um probleminha meio chato: o corretor ortográfico funcionava apenas para a língua inglesa.

Depois de algumas buscas no google sem sucesso e correções feitas pelo meu orientador, descobri a dica de como corrigir esse problema no Ubuntu Fórum, mais precisamente através da dica do cesargcomp que pode ser encontrada aqui.

Para correção do problema você terá que baixar três extensões para o LibreOffice (que também servem para o OpenOffice). São elas:

  • VERO: Corretor ortográfico que já com o novo acordo ortográfico feito entre os países de língua portuguesa. Pode ser baixado no seguinte link: http://www.broffice.org/verortografico/baixar. Baixe o arquivo Vero_pt_BR_VersaoAtualAOC.oxt, onde VersaoAtual é substituído pelo número da versão recente extensão.
  • DicSin: Dicionário de sinônimos para o LibreOffice. Para obtê-lo, visite: http://www.dicsin.com.br/content/download.php.
  • CoGrOO: corretor em nível sintático (colocação pronominal, . Também pode ser utilizado como corretor gramatical, mas o próprio site do projeto é aconselha o uso do VERO para essa finalidade. A última versão do CoGrOO pode ser encontrada aqui.
Após baixar os três arquivos, abra o LibreOffice. Na barra de  menus, vá em Ferramentas -> Gerenciador de extensões (ver Figura 1).
Figura 1

Figura 1

Uma nova janela irá abrir e nela clique no botão Adicionar… o selecione os arquivos baixados anteriormente. Reinicie o LibreOffice e vá em  Ferramentas-> Opções. Na janela de Opções vá em Configurações de Idioma -> Idioma e mude o idioma padrão para Português (Brasil), como na Figura 2.

Figura 2

Figura 2

Caso tenha qualquer dúvida, fique a vontade para postá-la nos comentários.

Anúncios